RSS

Capitulo 2 – Introdução a Arquitetura MO: DCA – Parte I

Capitulo 2

Introdução a Arquitetura MO: DCA – Parte I

O que é o Mixed Object Document Content Architecture (MO: DCA)?

O Mixed Object Document Content Architecture é a coleção de objetos de dados que compõem o conteúdo do documento, e os recursos e as especificações de formatação que ditam as funções de processamento a ser realizado sobre o conteúdo. O termo misto na arquitetura MO: DCA serve tanto para a mistura de objetos de dados e a mistura de construções de documentos que compõe os componentes do documento.

A arquitetura MO: DCA (Mixed Object Document Content Architecture) pode conter uma mistura de objetos de dados e de apresentação. Cada tipo de objeto de dados tem requisitos de processamento único. Um Content Object Architecture (OCA) foi estabelecido para cada objeto de dados da IBM para definir suas respectivas sintaxe e semântica.

MO: DCA (Mixed Object Document Content Architecture) podem conter dados e objetos de dados formatados pela OCA’s seguintes:

 

  • Bar Code Object Content Architecture (BCOCA), é usada para descrever e gerar símbolos de códigos de barras.
  • Font Object Content Architecture (FOCA), é usado para apoiar a apresentação digital de formas de carátecteres, definindo os seus atributos, tais como definições de formato, dimensões, forma e informações de posicionamento. Ao contrário do OCA’s (Content Object Architecture), font objects não são realizados dentro do MO: DCA fluxo de dados (Data Stream). No entanto, a arquitetura MO: DCA não fornece o transporte de  referências a objetos de fonte externa ou em inglês external font objects.
  • Graphics Object Content Architecture (GOCA),  é usado para representar imagens geradas por um computador, vulgarmente designado por computação gráfica.
  • Image Object Content Architecture (IOCA), é usado para representar informações de imagem, como fotos digitalizadas ou  scanneadas.
  • Presentation Text Object Content Architecture (PTOCA), é usado para definir as informações do texto.

MO:DCA Documents podem conter dados de referência ou não OCA tipos de objetos que são registrados na arquitetura  MO: DCA. aplicações com objetos no formato de Tag Image File Format(TIFF)Encapsulated PostScript (EPS)Portable Document Format (PDF). Esses objetos podem ser transportados em um objeto MO:DCA chamado de  object container, ou eles podem ser referenciados sem ser envolvido em uma estrutura MO: DCA.

A arquitetura MO: DCA foi projetada para facilitar o intercâmbio de documentos, bem como a troca de documentos. Intercâmbio é a interpretação previsível das informações compartilhadas em um ambiente onde as características de cada processo não precisa ser conhecido por todos os outros processos. A troca de informação para a geração do documento é a interpretação previsível da informação compartilhada por uma família de processos do sistema em um ambiente onde as características de cada processo deve ser conhecida por todos os outros processos.

A arquitetura MO: DCA foi projetada para integrar os dados de diferentes tipos de objetos em documentos que podem ser trocados como um único fluxo de dados ( Data Stream ). O MO: DCA fornece a estrutura de fluxo de dados (Data Stream) necessários para transportar os objetos de dados. Ela também fornece regras de sintaxe e semânticas que regem a sua utilização para garantir que diferentes aplicações  possam processá-las de uma forma consistente.

A Figura abaixo ilustra a relação entre MO: DCA com estruturas de dados e um documento de apresentação composto de páginas e objetos de dados.

Em sua forma mais simples, um documento MO: DCA contém apenas objetos de dados sem qualquer estrutura de composição de documentos. Esta forma é chamada de MO:DCA resource (MO:DCA-L) document. Na sua forma mais complexa, um documento MO:DCA contém objetos de dados, juntamente com estruturas de dados que define o layout do documento e as características de composição. Esta forma é chamada de MO:DCA presentation (MO:DCA-P) document.

Os componentes do MO: DCA são definidos com uma sintaxe que consiste de estruturas que se  auto-descreve. Campos estruturados são as principais figuras da estrutura MO: DCA e são utilizados para codificar os comando do MO: DCA.

Um campo estruturado começa com um apresentador que identifica o comando, fornece um comprimento total para o comando, controle e especifica informações adicionais, tais como se os bytes de preenchimento estão presentes. O apresentador é seguido por até 32.759 bytes de dados.

Os dados podem ser codificados utilizando parâmetros fixos, repetindo-se os grupos, palavras-chave e triplets. Parâmetros fixos têm um significado apenas no contexto da estrutura que os inclui.

Grupos de repetição são usadas para especificar um grupo de parâmetros que podem aparecer várias vezes. Palavras-chaves, são parâmetros padrão auto identificáveis  que consistem de uma palavra-chave de um identificador com único byte seguido por um valor de chave de um byte.

Triplets são parâmetros padrão que contêm um comprimento de um byte, um trio de um byte identificador único, e até 252 bytes de dados. Palavras-chave e triplets têm a mesma semântica onde eles são usados​​. Juntas, essas estruturas definem uma sintaxe para MO: DCA Data Stream (fluxo de dados) , que prevê a análise ordenada e uma  extensibilidade flexível da arquitetura.

 

Organização da Arquitetura

A definição do Documento MO: DCA está organizado em três partes, são elas:

  • Definição geral da Arquitetura
  • Definição dos conjuntos que se inter-relacionam  e de intercâmbio da arquitetura MO: DCA
  • Definição das funções de migração da arquitetura MO: DCA

MO: DCA – Conceitos

O documento é o mais alto nível da MO: DCA Data Stream (fluxo de dados) e a sua hierarquia de componentes para a formação de um documento. Os documentos podem ser confeccionados de páginas em páginas, que estão no nível intermediário, ou podem ser feitos de objetos.

Os objetos estão no nível mais baixo, e pode ser códigos de barra, gráficos, imagens e texto de apresentação. O MO: DCA e sua hierarquia de componentes para a criação de documentos para um documento contendo imagens, gráficos e objetos de texto de apresentação é ilustrada na Figura abaixo. Vários documentos podem ser agrupados em um arquivo de impressão.

Em cada nível da hierarquia de certos conjuntos da estrutura de dados  do  MO: DCA, são chamados de campos estruturados, que são permitidos dentro do documento. O documento, as páginas e os objetos são limitados por campos estruturados que definem suas origens e seus fins.

Estes campos estruturados são chamados  por final de pares, fornecem um endereço para os componentes de fluxo de dados ou (data stream).Este recurso permite que um processador do fluxo de dados que não é totalmente compatível com a arquitetura de contornar os objetos que estão além do seu âmbito, e serve para processar o fluxo de dados para o melhor performance de suas habilidades.

MO: DCA – Documentos

A biblioteca MO: DCA documentos podem pertencer a qualquer uma das duas categorias:

  • Biblioteca de apresentação de documentos
  • Bibliotecas de recursos.

Biblioteca de apresentação de documentos

Um documento de apresentação (MO: DCA-P documento) e que foi formatado e é enviado a apresentação, geralmente em uma impressora ou dispositivo de exibição. Um fluxo de dados (data stream) contendo um documento de apresentação deve produzir o conteúdo do documento no mesmo formato em impressoras de diferentes marcas e de diferentes dispositivos de visualização, no entanto, sobre as capacidades de cada uma das impressoras ou dispositivos de exibição. Um documento de apresentação pode referenciar recursos que devem ser incluídos como parte do documento a ser apresentado (gerado).

Bibliotecas de recursos.

Um documento de recursos (MO: DCA-documento L) é uma coleção de objetos de recursos e objetos de dados que podem ser armazenado em uma biblioteca para posterior recuperação e utilização.

MO: DCA – Páginas

Páginas contêm os objetos de dados que compõem um documento de apresentação. Figura acima retrata a localização da página dentro da hierarquia de fluxo de dados. Cada página tem um conjunto de objetos de dados associados a ela. Cada página em um documento é independente de qualquer outra página, e cada uma deve estabelecer seus próprio parâmetros dentro do ambiente.

A página é o nível de composição na hierarquia da construção do documento que é usado para imprimir ou exibir o conteúdo de um documento. Os objetos de dados contidos no envelope (conteiner) da página no fluxo de dados são apresentadas quando a página do documento é apresentada. Cada objeto de dados tem informações de layout associado a ele que direcionao posicionamento e orientação dos dados na página. Além disso cada página contém informações de layout que especifica as unidades de medida, a largura da página, e profundidade da página.

A apresentação de um documento por um dispositivo de apresentação como por exemplo AFP Viewer ou na própria tela da impressora, é um processo que consiste em apresentar as páginas do documento em suporte físico de acordo com o layout do documento e as especificações de formatação. Exemplos de meios físicos são os lados de uma folha de papel e telas de exibição.

Na próxima página eu vou finalizar a apresentação da arquitetura MO: DCA, nos veremos lá em  Capitulo 2 – Introdução a Arquitetura MO: DCA – Parte II

Gostou deixe seu recado ou se preferir entre em contato pelo e-mail: jmarciosilva@gmail.com

Até Breve!

Márcio Leitão!

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: