RSS

Impressoras 3D

Planejar um protótipo em computação gráfica, colocar o desenho dentro de um “forno”, e logo depois ter o objeto manufaturado nas mãos, parece cena de filme de ficção científica, mas é cada vez mais real através da popularização de uma impressora que imprime em três dimensões, utilizando o gesso, o plástico, o isopor e aresina como suporte.

Impressoras 3D são capazes de produzir objetos com base em desenhos feitos no computador, também são vendidas em kit de montar. O preço dessas máquinas caiu drasticamente nos últimos meses – a mais barata custa apenas 650 dólares. Trocando informações pela internet e usando software gratuito para desenhar os objetos, esses novos pioneiros estão inaugurando a era das fábricas dentro de casa.

Existem diversos modelos de impressora 3D. Os mais simples funcionam de forma muito parecida com uma impressora doméstica. Em vez de tinta, a máquina derrete um fio de plástico e vai depositando filetes ou gotas progressivamente até que o desenho do computador tome forma em um objeto real. O acabamento das peças prontas ainda é rudimentar. Assim como nos primórdios dos PCs, boa parte do prazer dos “hobistas” é fazê-las funcionar, mesmo que não se saiba muito bem qual é a utilidade prática de uma máquina dessas em casa. Mas isso não tem impedido o crescimento – e o entusiasmo – dos pioneiros. “Estamos democratizando a manufatura”, diz Bre Pettis, fundador da MakerBot Industries. Com sede no bairro do Brooklin, em Nova York, a MakerBot foi a primeira empresa a quebrar a barreira dos 1 000 dólares por impressora, em janeiro do ano passado. Hoje, o modelo mais simples custa apenas 650 dólares. No início, as vendas de kits não passavam de 20 por mês. Hoje são mais de 200.

Veja este vídeo da reportagem do Jornal da Globo.

 

O grande interesse de uma empresa possuir um equipamento deste é a possibilidade de criar protótipos, maquetes e peças únicas de modo mais barato e rápido. Caso a pecinha de seu celular quebre, e a mesma não exista mais no mercado, é só imprimir através de um arquivo.

No futuro, as máquinas irão imprimir novas máquinas, e todo objeto visualizado tridimensionalmente na tela de um software de computação gráfica poderão ser apalpadas e testadas depois de impressas. O suporte entra na impressora através de cartuchos, e tornam-se modeláveis através do aquecimento de 120 °C   controlado no momento do molde, sem a necessidade de cola ou intervalo de impressão entre as peças.

 

Márcio Leitão

Gostou mande uma mensagem ou comentário!

jmarciosilva@gmail.com

 

 

 

 

Anúncios
 

Uma resposta para “Impressoras 3D

  1. marcelo josé santiago frigi

    11/07/2014 at 9:30 PM

    Está máquina pode ser usadas na radiológia odontológica? Na parte dos moldagem de Gesso., substituindo estes moldes?

    Curtir

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: